notícias

03
ABR
2014

Brasil segue como o país de pior retorno dos impostos

Dentre os 30 países com as maiores cargas tributárias, o Brasil continua sendo o que proporciona o pior retorno dos valores arrecadados com impostos em prol do bem estar social, aponta estudo divulgado nesta quarta-feira (3) pelo Instituto Brasileiro de Planejamento Tributário (IBPT).

É a quarta vez consecutiva que o Brasil ocupa a última posição no ranking. Estados Unidos, Austrália, Coréia do Sul e Irlanda são os países que melhor aplicam os tributos arrecadados. A Bélgica se destacou, subiu do 25º para o 8º posto, em relação ao ano anterior.

Dois parâmetros são considerados para estabelecimento do ranking: carga tributária (arrecadação em relação ao PIB) e Índice de Desenvolvimento Humano (IDH).

Tabela completa:

Posição

Ranking  de países com maior tributação

IRBES

Ano anterior

Estados Unidos

165,78

Austrália

164,53

Coreia do Sul

162,48

Japão

160,78

Irlanda

160,43

Suíça

159,83

Canadá

156,79

Nova Zelândia

156,66

Israel

154,01

10º

10º

Espanha

153,89

11º

Eslováquia

153,28

11º

12º

Grécia

152,22

12º

13º

Uruguai

151,06

13º

14º

Islândia

150,61

14º

15º

Alemanha

150,54

15º

16º

República Tcheca

148,61

16º

17º

Reino Unido

148,55

18º

18º

Eslovênia

148,50

17º

19º

Luxemburgo

146,71

19º

20º

Noruega

146,50

20º

21º

Argentina

145,41

21º

22º

Hungria

144,58

22º

23º

Áustria

142,66

23º

24º

Suécia

141,15

24º

25º

Bélgica

140,65

27º

26º

Itália

140,55

26º

27º

Finlândia

140,91

25º

28º

França

140,08

29º

29º

Dinamarca

139,84

28º

30º

Brasil

135,63

30º